Proteger a carga mais preciosa

O cenário de acidentes mais comum envolve o camião numa sequência de capotamento ou de colisão frontal. Neste caso, bem com noutros acidentes onde a cabina é atingida por um objecto exterior ou atinge o solo, a principal função da cabina é transferir a energia para trás ao longo da cabina para conseguir manter um espaço de sobrevivência suficientemente amplo no seu interior para os ocupantes.

Para conseguir fazer isto, a estrutura da cabina é feita de aço de alta resistência, e está reforçada nas portas e na parte da frente. O equipamento da cabina também é concebido para resistir até um determinado limite. Isto permite que a cabina se desloque para trás para minimizar a penetração e deformação que poderão causar lesões ao condutor.


Todas as cabinas Volvo satisfazem a norma Sueca de resistência de cabinas - a mais rígida em todo o mundo. Este conjunto de testes inclui o teste de pêndulo frontal, o qual entre outras coisas simula a colisão com obstáculos no solo e um acidente de capotagem. Para não falar do teste do pêndulo traseiro, o qual simula o impacto de carga que se soltou e atingiu a parte de trás da cabina.