Volvo FE Híbrido

Redução contínua de emissões

Ao longo dos últimos 20 anos, a Volvo Trucks conseguiu reduzir as emissões de óxidos de azoto e partículas nos novos camiões em 75 e 85 por cento, respectivamente. Mas ainda não terminámos. O Volvo FE Híbrido é o nosso primeiro híbrido paralelo. No modo eléctrico, é capaz de circular de forma totalmente isenta de emissões. E, se tomarmos a utilização do motor Diesel em consideração, as emissões de dióxido de carbono podem ainda assim ser reduzidas em 30 por cento, no máximo.


Transportes neutros ao nível do dióxido de carbono

Transportes neutros ao nível do dióxido de carbono

O motor Diesel no Volvo FE Híbrido tem a capacidade de funcionar com biocombustível renovável. Isto torna o transporte totalmente neutro em dióxido de carbono, o que abre caminho para a sustentabilidade dos transportes.

O som do silêncio

O som do silêncio

Durante a aceleração e o ralenti de um Volvo FE Híbrido, os níveis de ruído são reduzidos em 50 por cento, no máximo. No modo eléctrico, o Volvo FE Híbrido é quase totalmente silencioso. Isso faz com que o camião seja perfeito para a recolha de resíduos e outras finalidades de serviços citadinos, onde a ausência de perturbações é importante.

Verificado

Verificado ao nível de emissões

As normas relativas às emissões de camiões definem o limite aceitável de emissões de escape de veículos novos vendidos nos estados-membro da UE. A norma Euro 5 significa que o motor Diesel de um camião pode libertar, no máximo, 2,0 gramas de óxido de azoto (NOX) por kWh e 0,02 gramas de matéria em partículas (PM) por kWh. O motor Diesel de 7 litros do seu Volvo FE Híbrido cumpre estas normas.