Para tornar um motorista mais eficiente, dê-lhe um controlo remoto

Lembra-se de quando tinha de se levantar para mudar de canal na televisão? Parece antiquado, mas é a realidade para um motorista de camião durante um carregamento. Isto é, até agora. Com um controlo remoto sem fios, muitas das entradas e saídas da cabina podem ser evitadas.

Prima um botão e o veículo ajusta-se à altura da zona de carga. A plataforma elevatória desce e o carregamento começa – o monitor confirma que a carga está a ser distribuída de forma equilibrada, sem exceder o peso máximo para o eixo. Depois de carregado, feche a plataforma elevatória, entre no camião e conduza.

"Permite fazer marcha-atrás mais perto de objectos baixos"

Deixe os seus dedos tratar da carga

O controlo remoto poupa tempo, independentemente de ser o motorista ou outra pessoa a proceder ao carregamento. Dado que o monitor mostra uma variedade de dados do indicador de carga, é fácil evitar situações de sobrecarga ou carregamento desequilibrado sem ter de estar sempre a entrar e sair da cabina para verificar o indicador.

"Há alguns anos, deixámos os motoristas começar a testar o primeiro controlo remoto. As reacções ao protótipo foram muito positivas, pelo que continuámos a desenvolver a versão final", diz Markus Olsson, especialista em componentes que trabalha com o controlo remoto da Volvo. Com a ajuda de um controlo remoto, é possível elevar e descer a suspensão, inclinar o camião para um dos lados, trabalhar com a plataforma elevatória, controlar a iluminação da carga, ligar, parar e aumentar as rotações do motor e trancar o veículo.

"Elevando e baixando a suspensão de cada lado do camião, até o atrelado pode ser inclinado para um dos lados para ficar mais próximo, mesmo quando a zona de carga não está nivelada", explica Markus Olsson. "Juntamente com a possibilidade de elevar e baixar a suspensão dianteira e traseira, isso torna o atrelado muito versátil."


Deixe os seus dedos tratar da carga

Liberdade e eficiência

O controlo remoto tem três modos diferentes: carga, equipamento e caixa amovível. As funções disponíveis em cada modo são, em grande parte, decididas pelo motorista.

Até existe uma definição fixa para carga. O motorista pode guardar quatro alturas diferentes para que o camião se ajuste automaticamente à altura predefinida com um simples botão: um atalho para motoristas que regressam muitas vezes à mesma zona de carga ou a outras semelhantes.

A mudança de caixas amovíveis é agora também mais simples. As duas posições fixas são agora três, podendo todas ser guardadas. Isso significa que o motorista pode guardar as três alturas padrão para caixas amovíveis e ajustar a altura do veículo com um simples botão, em vez de mudar a altura manualmente sempre que necessário.

"Conseguir estar fora do camião e vê-lo de lado torna o trabalho muito mais simples. Estou convencido que este pequeno dispositivo vai ajudar de muitas formas", diz Markus Olsson.


Mais fácil, rápido e simples

Outra melhoria no carregamento consiste no maior curso da suspensão traseira. Isto ajuda quando se muda de atrelado, permitindo ao motorista baixar o veículo o suficiente para fazer marcha-atrás debaixo do atrelado. E a suspensão tem uma barra estabilizadora montada invertida para que possa recuar para mais perto de objectos baixos, como zonas de carga e espalhadoras de asfalto.

Poupando tempo e custos na oficina, o indicador de carga pode agora ser calibrado pelo motorista ou transportadora sempre que estiverem disponíveis escalas. A calibragem é efectuada a partir da cabina com o indicador de carga, onde podem ser guardados os dados de um máximo de 20 atrelados diferentes.

Novo Volvo FH: Carregar

9
Carregar