Criado para construtores de superstruturas

Tractor, rígido, cisterna, reboque, combate a incêndios, grua – ou o transporte de carros definitivo para transportar SUVs na plataforma superior. O novo Volvo FM foi concebido, construído e preparado para aplicações especiais. Mais do que o antecessor, o novo Volvo FM foi especificado e adaptado de forma a simplificar soluções personalizadas e o processo de montagem de superstruturas. Isso poupa ao cliente despesas desnecessárias e acelera a entrega final, podendo começar a ganhar dinheiro mais cedo.

Camião de combate a incêndios Volvo FM

“Não existe um Volvo FM típico”, exclama o planificador de produtos Johan Eknander. “E essa é uma das nossas forças – conseguimos produzir uma vasta gama e responder a inúmeras necessidades especializadas logo a partir da fábrica. Se imaginar todas as diferentes variantes de eixos, as diferentes alturas de chassis, alturas de suspensão, tamanhos de cabina e muito mais, acabará com uma variedade de possibilidades de configuração. E, com o novo Volvo FM, podemos disponibilizar a maioria.”

Plataforma elevatória do Volvo FM

Fábrica sinónimo de garantia

A partir do momento em que um camião é encomendado, passa a ser único. Isso permite à fábrica optimizar o veículo de acordo com as especificações logo no início. Para aplicações extremas, o chassis pode ser personalizado na fábrica. Johan Eknander destaca que isso é exclusivo da Volvo. “Para além de aumentar a qualidade e reduzir o tempo de entrega, esta flexibilidade significa que o cliente obtém toda a gama de garantias – o pack Volvo completo. Mais ninguém consegue oferecer isso.”

Uma variedade de possibilidades de configuração

Popular entre os construtores de superstruturas

“Uma das coisas pelas quais os construtores de superstruturas gostam de um Volvo é o facto de ter longarinas rectas directamente a partir da parte de trás da cabina, dado que a construção em longarinas curvas pode ser um pesadelo”, diz Johan Eknander.

Semi-reboque ISO Volvo FM

Algumas coisas são simples senso comum, mas ainda não são comuns na indústria: “Tentamos manter as nossas peças afastadas da área em que os construtores de superstruturas precisam de trabalhar. E facultamos pontos de ligação adequados em todo o chassis, com o espaço necessário para serem utilizados”. E continua, “Também podemos reduzir o tempo de entrega, disponibilizando esquemas exactos do camião único numa fase inicial. Isso permite ao construtor de superstruturas começar a construir a superstrutura mesmo antes de ver o camião.”

Carregador traseiro de resíduos sólidos Volvo FM

Flexível até que ponto? “Podemos colocar os depósitos de combustível em qualquer um dos lados, mudar a posição das caixas de ferramentas, dos depósitos de combustível e dos depósitos de AdBlue. O comprimento da traseira do chassis pode ser ajustado em incrementos de 50 milímetros e temos uma gama muito maior de distâncias entre eixos. Tudo isto pode ser personalizado de fábrica de forma muito mais ampla”, responde Johan Eknander.

Preparações para gruas

Para camiões com gruas, é normalmente necessário espaço directamente atrás da cabina. Tendo isso em consideração, foram feitas preparações para que componentes mais pesados, normalmente colocados nessa posição, possam ser colocados mais atrás. “Se assim não fosse, seriam precisos dias de trabalho do construtor de superstruturas para reconstruir – para além das despesas que isso implica, a garantia e a conformidade legal do cliente seriam prejudicadas”, acrescenta Johan Eknander.

Transporte de produtos refrigerados Volvo FM

Ligações para controlar

Uma parte importante da integração da superstrutura inclui o equipamento electrónico. Para isso, o novo Volvo FM tem uma interface especificamente para o construtor de superstruturas. Para além de fornecer energia ao equipamento auxiliar, a interface permite ao motorista controlar equipamento auxiliar a partir do tablier, do controlo remoto – ou de ambos.

Johan Eknander

“Digamos que tem um arrefecedor e a temperatura fica muito alta. Isso poderá activar um aviso para o motorista no tablier e disponibilizar um controlo para a baixar”. O controlo remoto tem até cinco canais de entrada para diferentes funções e leituras. “Se tiver uma grua, poderá conseguir ver no monitor quanto pesa exactamente enquanto eleva pesos”, explica Johan Eknander.

Pensar diferente

De acordo com Johan Eknander, a flexibilidade é uma questão de mentalidade – é uma abordagem para resolver problemas. “Por exemplo, o espaço atrás das rodas traseiras que permite fazer marcha-atrás mais perto de plataformas e equipamento: Isso passou a ser possível quando alguém aqui pensou em montar a barra estabilizadora invertida. Ou a suspensão que foi optimizada para carregar e descarregar rapidamente, mesmo as caixas amovíveis mais baixas.”

Talvez pudesse dizer que também não existe um sueco típico. Mas, se existir, poderá ser o calmo e sagaz Johan Eknander. 

Saiba todos os detalhes sobre a interface de superstrutura

5
Flexibilidade