Faróis do Volvo FMX
Faça-se luz – de preferência Bi-Xenon

Completamente redesenhados para o camião, os novos faróis têm o mesmo desempenho dos recentemente desenvolvidos para longo curso no Volvo FH. Mas com um ou dois extras exclusivos.

A especialista em visibilidade, Hanna Degerman, tem a missão de tornar o Volvo FMX conhecido por ter os melhores faróis.

Pode-se conduzir para sempre com estes faróis

Mais forte, mais longo, mais amplo

“Decidimos ser o número um em termos de visibilidade”, diz Hanna Degerman, sem qualquer tipo de presunção. “É importante para as pessoas que conduzem um Volvo FMX, dado que têm de trabalhar em estradas em mau estado, com fraca iluminação – muitas vezes à noite – em pisos de cascalho, minas e florestas”. É por isso que a iluminação de série é agora mais forte, mais longa e mais ampla. E, de acordo com Stig Elofsson, o engenheiro responsável pela iluminação, é uma melhoria radical.

“A intensidade da luz dos novos faróis é muito evidente. Torna a condução no escuro menos cansativa para o motorista e aumenta a segurança de todos.”

Aspecto potente também

Os novos faróis estão numa posição mais alta e têm um design compacto – que faz lembrar a Stig um javali. Mas não apenas pelo aspecto. A robustez e fiabilidade também foram melhoradas. As novas luzes de halogéneo conseguem resistir a vibrações provocadas pelo terreno mais irregular. Como comprovaram na selva do Brasil.

“Em condições extremas, bons faróis ajudam a evitar danos no camião. E tudo o que force o camião a parar reduz a produtividade”, diz Hanna Degerman.

Faróis do Volvo FMX

A luz do dia na escuridão

Os faróis Bi-Xenon opcionais proporcionam um desempenho extremamente elevado, sendo particularmente bons para motoristas mais velhos com a vista cansada, como Stig Elofsson. “Têm o dobro da intensidade da luz do halogéneo e uma temperatura de cor totalmente diferente – é como conduzir de dia”, diz Stig Elofsson. O seu rosto ilumina-se: “Pode-se conduzir para sempre com estes faróis”. Mesmo os novos módulos Bi-Xenon são muito mais resistentes a vibrações.

Teste de Vibrações da Cabina

Para simular uma vida a conduzir sobre sulcos, cumes e buracos, a Volvo concebeu um padrão de vibrações próprio. O Teste de Vibrações da Cabina aplica este programa exaustivo para faróis às novas luzes durante 300 ciclos. O faróis Bi-Xenon foram, na verdade, aprovados no teste com a bênção de Stig Elofsson. “Os componentes sobreviveram ao teste e ficaram como novos”, exclama.

Utilização inteligente de LED

As duas variantes são muito idênticas, sendo que o módulo Bi-Xenon simplesmente substitui a lâmpada de halogéneo mais baixa. Isso permite ter médios e máximos, sendo complementado com máximos pelo módulo de halogéneo na parte superior.

As luzes de funcionamento diurno são facultadas pelas características guias de luz LED em forma de V. A parte mais baixa tem um indicador de mudança de direcção com uma guia de luz âmbar. Nessa altura, o resto da guia de luz LED é obscurecida para tornar o indicador ainda mais visível. O facto de ser único é menos importante para Hanna Degerman, que vê o benefício prático: menos duas lâmpadas para o cliente substituir.

Caixas que poupam luzes

As protecções de faróis são instaladas de fábrica, mas são permutáveis. Isso significa que o motorista pode mudar facilmente entre versões para estrada e fora de estrada. O facto de serem reforçadas em aço faz com que sejam muito resistentes. A fina grelha da versão fora de estrada impede que pequenas pedras atinjam o vidro. Mas, sendo assim tão forte, ajuda se atingirmos algo maior?

Hanna Degerman

“Não, se for um veado", responde Stig Elofsson: “Mas vamos vender muito menos peças de substituição a clientes que utilizem estas protecções na selva.”

O efeito de visibilidade

A questão mantém-se, o desempenho das novas luzes será suficiente para atingir o objectivo de visibilidade da empresa? Hanna Degerman acha que sim: “A iluminação do FMX é tão boa ou melhor do que a de qualquer outro camião”.

Explore os faróis novos e melhorados aqui



10
Faróis